(34)3087-5150
(34)99168-2107

História

Em 1994, na cidade de Xaxim, Santa Catarina, Adair Antônio Moras funda a sua primeira empresa com o nome de “Agrovitória Olericultura e Plasticultura Ltda” com o intuito de levar novas alternativas de produção para pequenos agricultores catarinenses, tais como cultivo de hortaliças em estufas com redução drástica de uso de defensivos químicos.

Em 1997, numa oportunidade dada pelo Sr. Marco Aurélio Paredes e Sr. Edílio Esganzerla, respectivamente gerente e proprietário da plasticultura gaúcha, Sr. Adair foi convidado a trabalhar na grande São Paulo como vendedor técnico de plástico para agricultura.

Com isso Sr. Adair aperfeiçoa os seus conhecimentos junto à comunidade de agricultores descendentes de  japoneses, entendendo melhor sobre a eficácia dos EM’s, bokashi, aminoácidos naturais e bio-fertilizantes.

Contemplando o sucesso desse trabalho surgiu a oportunidade de tornar-se sócio do grupo argentino Inplex AS.

Então no ano de 2001, veio a primeira remessa de silo-bolsa com a marca Agrinplex Brasil.

Por necessidade de logística, dois anos depois, em 2003, Sr. Adair muda-se para a cidade de Uberlândia.

Seus primeiros clientes de silo bolsa:

Sr. João Leite; Sr. Fábio Caixeta; Dr. Jairo Newiton; João Simone; José Luiz Rage.

Em meados de 2003, resolve deixar a sociedade com a Inplex e criar a sua empresa Amtec – bioagrícola no ramo de produtos biológicos juntamente com o sócio José Maurício da Silva.

No início de 2004, por problemas de saúde na família, precisou deixar a sua empresa em standby e voltou ao mercado de trabalho numa empresa chamada Nortene no ramo de plasticultura a convite do Sr. Ezra Negrin e de Sr. Alfredo.

A preocupação em atender a demanda do mercado agrícola por produtos e serviços diferenciados, não tóxicos ao ser humano e que não agridem o meio ambiente, contribuiu diretamente para a criação em 2005 da Amtec Bio-agrícola.

A AMTec Bio-agrícola tem como diferencial oferecer produtos e serviços de qualidade a seus clientes, além de consultoria técnica especializada, para um manejo agrobiológico eficiente, trazendo a independência para o agricultor de modo geral.